Visitas

quarta-feira, 16 de março de 2011


 Eu estou desistindo. Alguém, por favor, não me deixe perder a fé em mim mesma. Alguém, alguma coisa. Por favor.
 Será que eu sou capaz? Acho que eu nasci com algo ruim por dentro, eu não sei o que, com uma incapacidade inata, com uma couraça de espinhos. Onde está a minha disciplina? Onde está o meu auto-controle? Onde está a minha determinação? Pra onde foi a minha determinação? Pra'onde? E aquela auto-confiança, não de quem se ama, mas de quem se acredita capaz de mudar para merecer o amor? Um dia eu acordei e ela não estava mais aqui dentro. Para onde ela foi?
 Acho que eu sei a resposta: ela nunca esteve comigo.  No fundo eu sempre soube, eu sempre soube que não conseguiria. Eu sou uma profissional em encontrar desculpas para os meus fracassos e falsos-pretextos para postergar as minhas realizações. "Quando tal coisa acontecer..." Tal outra irei fazer. Felicidade eu vou sentir. Daí eu vou sossegar. Daí, sim, tudo estará resolvido.
 Mas daí a tal coisa acontece. E eu faço o que me propus a fazer? Me sinto feliz? Sossego? Tudo se resolve? Não, não. Não e mais não. Eu só adio para depois de mais uma outra coisa, a minha felicidade, a minha aquisição de disciplina, etc.
 Talvez nem com disciplina, auto-controle e determinação. Talvez seja só impossível para mim. Talvez seja só insolúvel o meu problema, deve ter algo de errado comigo, que eu não sou capaz de localizar, mas que se fosse ficaria louca, e nem sequer conseguiria mudar. Preciso reconhecer que sou um caso perdido.
 Quando vai chegar o dia em que eu vou ser feliz? Eu já não agüento mais, ir realizando uma coisa após a outra, e nada ser o bastante. Nada me adianta para conseguir o que eu realmente almejo. Mais um fracasso. Quantos já foram? Quantos mais eu terei que sofrer?
 Devo estar procurando o que realmente quero nos lugares errados. Lutando pelos meios errados. Mas, por Deus, quais são os certos? Será que eu ainda não tentei todas as alternativas? Eu estou esgotada. Não quero, mas acho que só me resta desistir.
 Eu já nem acho mais que sou capaz de melhorar. Talvez não importa o quanto eu melhore, nunca seja o suficiente. Não o suficiente para eu alcançar o que eu quero de fato. Eu devo ser tão ruim que nem uma vida de esforços me melhoraria o bastante para eu chegar em um patamar aceitável.
 Talvez eu tenha uma predestinação, um estigma, algo de negro e indelével, que me impeça de alcançar o que eu quero. E talvez eu queira tanto justamente porque não me é possível. Eu tenho tantas coisas, tantas qualidades, tantos bens, tantas oportunidades... eu provavelmente deveria aprender a ser feliz com essas coisas, afinal eu provavelmente nunca vou conseguir mais. Mais do que eu tenho, e realizar o meu desejo. O meu desejo "mais profundo, e mais desesperado". E que é o mais legítimo desejo que um ser humano pode sentir.
 Quando, afinal, eu vou conseguir ser amada? Construir a minha própria família? Acho que eu deveria reconhecer que simplesmente não sou capaz. Eu achava que se fosse me melhorando e persistindo uma hora eu conseguiria. Mas eu devo reconhecer de uma vez que simplesmente isso não é para mim, é para pessoas melhores que eu.
 Eu sou um espinho, eu sou um vômito, eu sou um mau-cheiro, eu sou um bicho feroz, eu sou qualquer coisa que afasta e afasta e afasta as pessoas. Eu sou um incômodo, eu sou uma inútil, eu sou aquilo que não é bem-vindo, eu sou aquela que não é convidada. Eu sou o único verde em um todo preto, o único círculo entre vários triângulos, eu sou um estrépito no meio de uma melodia, eu sou aquela que distoa do todo.
 Meu destino é o isolamento, e eu nunca deveria ter tentado romper com isso, porque é impossível.
 O meu sobrenome de casada é Solidão.

4 comentários:

Sopadeborboleta♥ disse...

Ahh meu amor ..
você é capaz de tudo isso ... porém tem hora certa para tudo em nossa vida .. você precisa ergue a cabeça para ver todas as oportunidades ....
acredite mais em você ..
todas nos passamos por momentos assim ...
vai passar

muita força♥
bjos

Gαrota de Vidro disse...

Confesso que li o texto um pouco rápido demais... mas mesmo assim consegui me identificar taaanto...
Existem momentos que são de reflexão, e você nunca encontra um objetivo final, você nunca vai estar satisfeita, ou você acha que nunca é suficiente...
Mas então chega alguém e te da força, pra seguir, pra enxergar.. eu deixo aqui um pouco da força que me falta.. deixo aqui uma motivação a ver tudo colorido de novo, a voltar a ser forte e correr atrás dos seus sonhos, por mais dificeis que pareça..
Deixo aqui novos olhos.. pra enxergar sua conquista.
E deixo aqui um comentário de saudades, de carinho e afeto. ♥
Ps.: Eu digo isso em todos os posts, mas eu simplesmente AMO seu blog!

Julie Anne disse...

Amiga, nãodesiste naão , poorq é das dificuldades que chegam-se as estrelas!
Bjão

Ana Rafaela disse...

desculpe o sumiço...li seu poster anterior...em relação ao seu pai, flor ja vivi essa situação tbm de despreso, ignorancia...ja chorei muito.....eu e todos meus irmãos...coisas q eu jamais irei esqcer coisas q naum posso citar, hj meu pai eh outra pessoa, Deus mudou ele, mas confesso q ainda naum consigo dar um abraço taum verdadeiro nele.

Flor sei q ja passou pelo seu processo de transformação, e agora vm outra fase de aceitação e paciencia, com o tempo o charme vai vir espontaneamente, o sorriso vai ser mais verdadeiro, e a aceitação dos olhares direcionados a vc.....eu tbm passei por esse processo e qria arrumar um namorado logo, e fiquei meio depressiva pq nunca conseguia...rsrs hj em dia escolho com o dedo..rsrsr..., com o tempo vc vai ficar mas madura e aprende a conquistar, vai perde o medo de devolver olhares, e ateh mesmo de atrair....flor em pouco tempo a agenda vai estar lotada.....mas vc tbm tm q fazer a sua parte, autoconfiança é tudo, vc vai encontrar alguém....naum várioss......continue crescendo..e qndo menos perceber vaum começar a te ver como uma diva....flor pacienciaaa.....sua peitudaaa.

bjaum enaum se sinta assim.....se cuidah.....se quiser me adc rafaelag.silva@hotmail.com